ES

ES

APRESENTAÇÃO

NO AR DESDE 01 DE JANEIRO DE 2014

Neste momento você também pode receber a Jesus Cristo como Salvador, simplesmente conversando com Ele… Em suas próprias palavras, diga de coração para Deus:

Deus, eu reconheço que tenho pecado contra Ti. Por favor, perdoa-me! Eu creio que Jesus Cristo morreu e ressuscitou para pagar o preço pelo meu pecado.
Jesus, entra em meu coração e purifica-me do meu pecado. Neste momento eu confio em Ti como meu único e suficiente Salvador.

Se você orou assim, e foi sincero, você hoje "nasceu de novo" na família de Deus, de acordo com 2 Coríntios 5.17: "E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura: as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas."

Email

pastoraelianefcr@gmail.com

FALE COM A PASTORA QUI

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Nazareno eu te amo

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Segunda Coríntios 4.16

0 comentários


Mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. — Segunda Coríntios capítulo 4: versículo 16.

Existe um homem interior e um homem exterior.
O homem exterior não é você, é apenas a casa na qual você mora.
O homem interior é você de verdade.
O homem interior nunca envelhece e é renovado dia a dia.
O homem interior é o homem espiritual.
O que é o nosso espírito?
Mantenham em mente os textos bíblicos de Romano capítulos 8: versículo 14 que diz: “Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”.
Em seguida, o versículo 16 nos traz uma pequena compreensão acerca de como o Espírito de Deus nos guia:
Diz assim. “O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”.
Em outras palavras, o Espírito de Deus testifica com o espírito do homem.
Provérbios capítulo 20: versículo 27 diz:.
 “O espírito do homem é a lâmpada do SENHOR...”.
De acordo com essas passagens, Deus nos guiará por meio dos nossos espíritos; portanto, devemos descobrir o que é o nosso espírito.
O espírito do homem recebe vida eterna.
A vida de Deus e a própria natureza Dele.
Foi a partir do espírito do homem que foi feita uma nova criatura em Cristo. Paulo chama o espírito do homem de “o homem interior”. Pedro chama o espírito do homem de “o homem interior do coração”.
Levando Jesus
Compartilha.

domingo, 29 de dezembro de 2019

- “Nós vamos conhecer uns aos outros no céu?”

0 comentários


As pessoas às vezes me perguntam:
- “Nós vamos conhecer uns aos outros no céu?”
Eu devolvo com outra pergunta:
- “Você tem certeza que conhece os outros aqui embaixo?”
Vivemos anos com algumas pessoas e de repente, entendemos que não a conhecemos.
Muitas pessoas são o que elas querem que nós acreditemos que elas sejam.
Poucos demonstram verdadeiramente o que e quem são.
Vamos nos preocupar mais em conhecer Deus para podermos verdadeiramente ir para o Céu, o que vai ser lá, saberemos quando chegar.
Pra. Eliane

sábado, 28 de dezembro de 2019

EZEQUIEL 17.22

0 comentários

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Pensando Bem, J.Neto. Pra. ELIANE Levando Jesus

0 comentários

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Amizade (compartilhando)

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

HOMENAGEM DO DIA 25 DE DEZEMBRO 2019

0 comentários

Feliz Natal 2019

0 comentários

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

HOMENAGEM DE 24 DE DEZEMBRO 2019

0 comentários

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

HOMENAGEM DE 23 DE DEZEMBRO 2019

0 comentários

domingo, 22 de dezembro de 2019

HOMENAGEM DO DIA 22 DE DEZEMBRO 2019

0 comentários

Minha opinião atual Sobre as profecias compartilhadas na internet

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

sábado, 21 de dezembro de 2019

HOMENAGEM DO DIA 21 DE DEZEMBRO 2019

0 comentários

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Joel 2. 25. Palavra de fe

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Palavra de Joél 2.25

0 comentários

Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo
destruidor e pelo cortador, o Meu grande exército que enviei contra vós outros.”
(Joel 2.25)
SOBRE O VERSÍCULO
Os filhos da desobediência vivem sob a interferência desse exército de
gafanhotos. Anos são consumidos rapidamente, como gafanhotos consomem
plantações inteiras em poucos instantes. No entanto, a promessa aos
que escolhem abandonar a desobediência e se voltam ao caminho da obediência,
é de restituição de cada um desses anos consumidos.
Àqueles que seguem fiéis à aliança que fizeram com Deus, todas as
palavras que vêm do trono do Altíssimo são de multiplicação e abundância:
“Em lugar da vossa vergonha, tereis dupla honra; em lugar da afronta,
exultareis na vossa herança; por isso, na vossa terra possuireis o dobro e tereis
perpétua alegria.” (Isaías 61.7)
Restituição do que foi consumido pelo mal, dupla honra, herança, o dobro
de posses e alegria eterna. Nada que venha do Deus Todo-Poderoso
pode ser pequeno. Nada do que vem dEle pode ser mesquinho. Essas promessas
são para os que creem, para os que creem e se submetem à Palavra
do Altíssimo.
Se você crê e tem obedecido, pode requerer diante de Deus o cumprimento
dessa promessa. Pode ter de volta os anos consumidos pelo mal;
anos em que você viveu longe da disciplina do Santo de Israel. Não aceite
menos do que Deus tem prometido àqueles que servem a Ele.
(Pão nosso 356 dias)


HOMENAGEM DO DIA 20 DE DEZEMBRO 2019

0 comentários

quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Consciência limpa diante de Deus

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

HOMENAGEM DE 19 DE DEZEMBRO 2019

0 comentários

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Sequilho com goiabada

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Gerando o GRANDE milagre

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Valores

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Plano de Leitura Biblica capa a capa

0 comentários


quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

ANO DO JUBILEU

0 comentários

E santificareis o ano qüinquagésimo, e apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de jubileu vos será, e tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família.”
(Levítico 25.10)


Depois que Deus tirou o povo de Israel do Egito, através da liderança de Moisés, o Senhor então passa a estabelecer as normativas do povo, as leis que deveriam ser seguidas pelo seu povo, como Nação de Deus. Ele estabelece os Dez Mandamentos e orienta o povo a guardar o sétimo dia, como forma de reconhecimento pela ação do Criador sobre a Terra.
Posteriormente, Deus decide estabelecer uma nova data que deveria ser guardada pelo povo, o Ano do Jubileu. A palavra Jubileu vem do hebraico, “yovel.” Refere-se ao carneiro, cujo chifre foi usado para anunciar o ano festivo. Ou seja, no Ano do Jubileu, deveria ser tomado o Shofar (feito de chifre de carneiro) e tocado em todo o Israel, para anunciar desta forma o início desta festividade.
Israel também deveria guardar o Ano Sabático. Deus havia estabelecido que seis anos seriam usados para o plantio, mas o sétimo ano seria de descanso da Terra. Enquanto que o Ano do Jubileu deveria ser guardado a cada 50 anos.

De certa forma o jubileu era um ano inteiro de festividade, um ano de liberdade. Guardá-lo demonstraria a fé que Israel tinha no seu Deus e seria um tempo de agradecimento e de felicidade com as Suas provisões.
Neste ano as dividas eram perdoadas, as propriedades devolvidas, os escravos eram libertos, e o perdão atingia a todos. O Jubileu apregoava a generosidade do povo e amor pelo Criador. O Jubileu religava o povo a Deus, relembrando a provisão divina através dos tempos. As propriedades que foram vendidas, tomadas ou roubadas, no Ano do Jubileu deveria ser devolvida.
O Ano do Jubileu era considerado um tempo de restauração, quando os escravos sairiam do jugo de seus senhores para partirem de volta as suas casas. Era um ano de esperança para todo aquele que havia perdido algo, ou que havia experimentado um tempo de tribulação em suas vidas.
Um ciclo se fechava e um novo ciclo se iniciava na vida das pessoas. As dividas e tudo o que havia sido um problema durante aquele período era esquecidas e um novo momento iniciava na vida de cada israelita.
No Ano de Jubileu, os escravos tinham a sua liberdade restaurada (Leviticos 25.10). Todos os servos ou escravos estavam em condições de obter a sua liberdade (Leviticos 25.39-46; Jr 34.8-14). O Ano do Jubileu era o ano de proclamar liberdade na terra a todos os seus moradores.
Neste ano especial as posses eram devolvidas e cada um voltava a ser dono de suas propriedades (Levíticos 25.13). Todos os bens eram restituídos e todas as dividas eram perdoadas.
O Ano do Jubileu é o mesmo Ano da Graça do Senhor proclamado pelo Senhor Jesus na primeira pregação que Ele fez em Nazaré no inicio do seu ministério (Lucas 4.18-21).

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

#tbt O Ofício do Profeta | Jannayna Albuquerque | Seminário Profético 2019

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Deus abre o Mar Vermelho @ O Príncipe do Egito HD #MarVermelho

0 comentários

domingo, 8 de dezembro de 2019

Senas de Daniel na Cova dos Leões da Série O Rico e Lázaro da Rede Record

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Deus fala com o Rei Nabucodonosor, SENA FORTE da seria da Record O Rico ...

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

sábado, 7 de dezembro de 2019

Aguá e Óleo não se misturam

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Sena da novela O Rico e Lazaro da Record, Sadraque Mesaque e Abednego n...

0 comentários

Estudo Bíblico 6

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Estudo Bíblico 12

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Estudo Biblico 11

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Estudo Bíblico 10

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Estudo Bíblico 9

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Estudo Bíblico 8

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Estudo Bíblico 5

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Estudo Bíblico 13

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Leia o Salmo 119 em uma semana

0 comentários



Seg – Sl 119.1-24
Ter – Sl 119.25-48
Qua – Sl 119.49-72
Qui – Sl 119.73-104
Sex – Sl 119.105-128
Sáb – Sl 119.129-152
Dom – Sl 119.153-176

AGRADECIMENTO 4 DE DEZEMBRO 19

0 comentários

DEVOCIONAL LEVANDO JESUS DESTA SEXTA FEIRA - Fiel até o Fim

0 comentários


"Então Josué abençoou Calebe, filho de Jefoné, e lhe deu Hebrom por herança.Por isso, até hoje, Hebrom pertence aos descendentes de Calebe . . . pois ele foi inteiramente fiel ao Senhor, ao Deus de Israel." (Josué Capítulo 14: versículo 13 e 14).

Hoje eu quero falar sobre um herói anônimo da bíblia. Seu nome era Calebe. Em suas próprias palavras, ele disse: Ainda estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; tenho agora tanto vigor para ir à guerra como naquela época (Josué 14:11). O que faz essa afirmação tão significativa é que Calebe tinha 85 anos quando ele disse isso! Qual era o segredo da longevidade espiritual de Calebe? Calebe perseverou em seguir ao Senhor. Se nós queremos longevidade espiritual, nós devemos fazer o mesmo. Mas isso significa dar 100% para Deus. Muitas vezes, quando nossas vidas estão em dificuldades, nós esperamos que Deus deixe tudo de lado, corra para nós e cuide de nossos problemas. Então, quando chega a hora de fazermos a nossa parte por Ele, é surpreendente o quanto ocupados podemos estar. Minha agenda é tão cheia. Não tenho tempo para estudar a bíblia. Tenho tempo de sobra para ver TV, ler revistas, falar ao celular, mas não tenho tempo para a palavra de Deus. Eu também não sei se tenho tempo para ir à igreja nessa semana. Se seu coração está de fato com Deus, isso será demonstrado na maneira como você utiliza o seu tempo. Será demonstrado na maneira como você vive sua vida. Se você está perseverando em seguir ao Senhor como Calebe fez, então você vai querer dar a Deus o seu melhor, não as suas sobras. Esse era o segredo para a longevidade espiritual de Calebe. LEVANDO JESUS

Estudo Bíblico 4

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

O abraço e a mulher

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Boa noite

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Caminhada

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

O pai mudo.

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Parábola, As Dez Virgens

0 comentários

A Parábola das Dez virgens é uma das mais famosas do Senhor Jesus e também é cheia de muitas lições práticas e ricas que devemos aplicar ao nosso dia a dia, visto que ela aborda a volta do Senhor Jesus e o nosso dever de estar preparados.
Convido você a ler o estudo até o final e

conferir as quatro preciosas lições que esta parábola traz consigo. Tudo certo? Aperte os cintos e VEM!
1. Cinco Prudentes e Cinco Insensatas
A primeira coisa que precisamos saber sobre a Parábola das Dez Virgens, é que nela haviam cinco insensatas e cinco prudentes, como está escrito em Mateus 25:2-4.
O texto nos diz que as insensatas pegaram suas candeias, contudo, não levaram óleo extra, enquanto que as prudentes levaram.

Com isso Jesus nos mostra que existem dois grupos de seguidores: os prudentes e os insensatos. Os prudentes são aqueles que se preparam para o encontro com noivo, enquanto que os insensatos são aqueles que não o fazem.
Na cultura judaica, após o casamento, o noivo conduzia a noiva direto para sua nova casa. Jesus não se preocupa em dizer onde esse encontro aconteceria, mas ele aconteceria.
As virgens partiram para esse lugar para encontrar o noivo, elas só não sabiam em que momento ele chegaria. Contudo, elas sabiam que podia anoitecer e precisariam de candeias para clarear a escuridão.

As prudentes, além de levarem suas candeias, levaram também óleo extra para o caso de alguma emergência, mas as insensatas não tiveram o mesmo cuidado.
Precisamos estar focados em desenvolver um relacionamento sincero e profundo com o Senhor Jesus. Há muitas distrações ao nosso redor e muitas vezes as pessoas estão achando que Deus é um bobão, um paizão idiota que vai deixar que façamos tudo o que queremos, e mesmo assim, sejamos herdeiros do reino dos céus.
Essa parábola deixa muito claro que não é assim que acontece. Se não estivermos preparados, vamos ficar de fora.
2. As Dez Virgens e o noivo
O segundo relato que a Parábola das Dez Virgens nos faz é sobre a aproximação do noivo, conforme nos mostra Mateus 25:5-9.
Neste trecho da Escritura vemos que o noivo demorou a chegar e todas ficaram com sono e adormeceram. Quando chegou a meia-noite, ouviu-se um grito avisando que o noivo estava se aproximando e que as noivas deveriam sair ao seu encontro.
Há quem critique o fato delas terem adormecido, mas o problema não foi esse, porque todas dormiram. Elas estavam cansadas de um longo dia de preparação.
As virgens acordaram e pegaram suas candeias e as insensatas sensação pediram as prudentes um pouco do seu óleo, para suas candeias. As prudentes responderam que não podiam fazer isso, porque não tinham o suficiente para todas. Contudo, lhes deram a ideia de sair e procurar para comprar.
Precisamos estar preparados e dar conta da nossa própria vida diante de Deus. Estamos inseridos em um contexto onde as pessoas estão muito preocupadas com a vida das outras pessoas e esquecendo de olhar para suas próprias vidas.
As insensatas não focaram em suas necessidades, não colocaram seu objetivo em primeiro lugar. Já as prudentes focaram!
Elas queriam encontrar o noivo e fizeram tudo o que foi necessário para que isso acontecesse com sucesso.
Se queremos entrar no Reino dos Céus precisamos focar nisso!
Esse deve ser nossa maior preocupação e o Senhor Jesus falou sobre isso, ao dizer: “buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça”. Não podemos viver no cristianismo como se isso fosse algo de pouco valor. 
3. O noivo chegou
O terceiro relato que a Parábola das Dez Virgens nos apresenta é sobre a chegada do noivo, conforme nos mostra Mateus 25:10-12.
O texto nos diz que saindo as insensatas para comprar o óleo, chegou o noivo. As virgens que estavam preparadas entraram com ele para o banquete nupcial e a porta foi fechada.
Passado um tempo, vieram também as outras e pediram ao noivo para que a porta fosse aberta. Mas ele respondeu que não as conhecia.
Essa é uma sentença muito séria!
Muitos cristãos ouvirão essas palavras naquele grande, onde o Senhor Jesus dirá: “não conheço você, não sei quem você”. E replicarão: “mas Senhor, passei a vida inteira na igreja, estava lá todo domingo. Senhor eu dizimei, ofertei!
Mas Jesus dirá: “olha, eu não sei quem você, não o conheço!”
Precisamos de prudência e dedicação!
Não merecemos o céu, nossas obras não podem conquistar um lugar no céu. Contudo, a santificação, o foco, a dedicação a Deus e a sua Palavra, são frutos de uma conversão real, só os remidos herdarão Reino dos Céus.
4. Pode ser a qualquer momento
O último relato que a Parábola das Dez Virgens nos faz, é que o Senhor Jesus alertou para o fato de que a Sua volta pode acontecer a qualquer momento, como está escrito em Mateus 25:13.
Onde somos exortados a vigiar, porque o dia e a hora em que isso acontecerá não estão reveladas, ou seja, é algo completamente imprevisível. Por isso mesmo, devemos estar atentos!
Quando o Noivo chegou, as Noivas já estavam dormindo, tanto as prudentes como as insensatas, mas esse não foi o problema. O problema é que nem nem todas estavam esperando preparadas.
Precisamos estar preparados para a volta do Senhor Jesus a qualquer momento. Perceba que, enquanto você lê este estudo, Ele pode voltar!
Por isso que precisamos estar preparados!
Fonte: JESUSEABIBLIA.COM


terça-feira, 3 de dezembro de 2019

AGRADECIMENTO 3 DE DEZEMBRO 19

0 comentários

Estudo Bíblico 3

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

AGRADECIMENTO 2 DEZEMBRO 19

0 comentários

Estudo Bíblico 2

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

domingo, 1 de dezembro de 2019

AGRADECIMENTO 1 DE DEZEMBRO 19

0 comentários

Estudo Bíblico 1

0 comentários



Pra. Eliane Levando Jesus

Pastora Eliane (Jó)

REGISTRE SUA VISITA AQUI

Minha lista de blogs