ES

ES

APRESENTAÇÃO

NO AR DESDE 01 DE JANEIRO DE 2014

Neste momento você também pode receber a Jesus Cristo como Salvador, simplesmente conversando com Ele… Em suas próprias palavras, diga de coração para Deus:

Deus, eu reconheço que tenho pecado contra Ti. Por favor, perdoa-me! Eu creio que Jesus Cristo morreu e ressuscitou para pagar o preço pelo meu pecado.
Jesus, entra em meu coração e purifica-me do meu pecado. Neste momento eu confio em Ti como meu único e suficiente Salvador.

Se você orou assim, e foi sincero, você hoje "nasceu de novo" na família de Deus, de acordo com 2 Coríntios 5.17: "E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura: as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas."

Email

pastoraelianefcr@gmail.com

FALE COM A PASTORA QUI

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

ECLESIASTES 7

0 comentários




As vantagens do sofrimento, da paciência e da moderação

1 Melhor é o bom nome do que o melhor ungüento, e o dia da morte do que o dia do nascimento.

2 Melhor é ir à casa onde há luto do que ir a casa onde há banquete; porque naquela se vê o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração.

3 Melhor é a mágoa do que o riso, porque a tristeza do rosto torna melhor o coração.

4 O coração dos sábios está na casa do luto, mas o coração dos tolos na casa da alegria.

5 Melhor é ouvir a repreensão do sábio do que ouvir alguém a canção dos tolos.

6 Pois qual o crepitar dos espinhos debaixo da panela, tal é o riso do tolo; também isso é vaidade.

7 Verdadeiramente a opressão faz endoidecer até o sábio, e a peita corrompe o coração.

8 Melhor é o fim duma coisa do que o princípio; melhor é o paciente do que o arrogante.

9 Não te apresses no teu espírito a irar-te, porque a ira abriga-se no seio dos tolos.

10 Não digas: Por que razão foram os dias passados melhores do que estes; porque não provém da sabedoria esta pergunta.

11 Tão boa é a sabedoria como a herança, e mesmo de mais proveito para os que vêem o sol.

12 Porque a sabedoria serve de defesa, como de defesa serve o dinheiro; mas a excelência da sabedoria é que ela preserva a vida de quem a possui.

13 Considera as obras de Deus; porque quem poderá endireitar o que ele fez torto?

14 No dia da prosperidade regozija-te, mas no dia da adversidade considera; porque Deus fez tanto este como aquele, para que o homem nada descubra do que há de vir depois dele.

15 Tudo isto vi nos dias da minha vaidade: há justo que perece na sua justiça, e há ímpio que prolonga os seus dias na sua maldade.

16 Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo?

17 Não sejas demasiadamente ímpio, nem sejas tolo; por que morrerias antes do teu tempo?

18 Bom é que retenhas isso, e que também daquilo não retires a tua mão; porque quem teme a Deus escapa de tudo isso.

19 A sabedoria fortalece ao sábio mais do que dez governadores que haja na cidade.

20 Pois não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque.

21 Não escutes a todas as palavras que se disserem, para que não venhas a ouvir o teu servo amaldiçoar-te;

22 pois tu sabes também que muitas vezes tu amaldiçoaste a outros.

23 Tudo isto provei-o pela sabedoria; e disse: Far-me-ei sábio; porém a sabedoria ainda ficou longe de mim.

24 Longe está o que já se foi, e profundíssimo; quem o poderá achar?

25 Eu me volvi, e apliquei o meu coração para saber, e inquirir, e buscar a sabedoria e a razão de tudo, e para conhecer que a impiedade é insensatez e que a estultícia é loucura.

26 E eu achei uma coisa mais amarga do que a morte, a mulher cujo coração são laços e redes, e cujas mãos são grilhões; quem agradar a Deus escapará dela; mas o pecador virá a ser preso por ela.

27 Vedes aqui, isto achei, diz o pregador, conferindo uma coisa com a outra para achar a causa;

28 causa que ainda busco, mas não a achei; um homem entre mil achei eu, mas uma mulher entre todas, essa não achei.

29 Eis que isto tão-somente achei: que Deus fez o homem reto, mas os homens buscaram muitos artifícios.


ECLESIASTES 6

0 comentários




É licito gozar os bens que Deus deu, mas estes não podem satisfazer a alma

1 Há um mal que tenho visto debaixo do sol, e que pesa muito sobre o homem:

2 um homem a quem Deus deu riquezas, bens e honra, de maneira que nada lhe falta de tudo quanto ele deseja, contudo Deus não lhe dá poder para daí comer, antes o estranho lho come; também isso é vaidade e grande mal.

3 Se o homem gerar cem filhos, e viver muitos anos, de modo que os dias da sua vida sejam muitos, porém se a sua alma não se fartar do bem, e além disso não tiver sepultura, digo que um aborto é melhor do que ele;

4 porquanto debalde veio, e em trevas se vai, e de trevas se cobre o seu nome;

5 e ainda que nunca viu o sol, nem o conheceu, mais descanso tem do que o tal;

6 e embora vivesse duas vezes mil anos, mas não gozasse o bem,-não vão todos para um mesmo lugar?

7 Todo o trabalho do homem é para a sua boca, e contudo não se satisfaz o seu apetite.

8 Pois, que vantagem tem o sábio sobre o tolo? e que tem o pobre que sabe andar perante os vivos?

9 Melhor é a vista dos olhos do que o vaguear da cobiça; também isso é vaidade, e desejo vão.

10 Seja qualquer o que for, já há muito foi chamado pelo seu nome; e sabe-se que é homem; e ele não pode contender com o que é mais forte do que ele.

11 Visto que as muitas palavras aumentam a vaidade, que vantagem tira delas o homem?

12 Porque, quem sabe o que é bom nesta vida para o homem, durante os poucos dias da sua vida vã, os quais gasta como sombra? pois quem declarará ao homem o que será depois dele debaixo do sol?


ECLESIASTES 5

0 comentários



Vários conselhos práticos

1 Guarda o teu pé, quando fores à casa de Deus; porque chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos; pois não sabem que fazem mal.

2 Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma na presença de Deus; porque Deus está no céu, e tu estás sobre a terra; portanto sejam poucas as tuas palavras.

3 Porque, da multidão de trabalhos vêm os sonhos, e da multidão de palavras, a voz do tolo.

4 Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. O que votares, paga-o.

5 Melhor é que não votes do que votares e nao pagares.

6 Não consintas que a tua boca faça pecar a tua carne, nem digas na presença do anjo que foi erro; por que razão se iraria Deus contra a tua voz, e destruiria a obra das tuas mãos?

7 Porque na multidão dos sonhos há vaidades e muitas palavras; mas tu teme a Deus.

8 Se vires em alguma província opressão de pobres, e a perversão violenta do direito e da justiça, não te maravilhes de semelhante caso. Pois quem está altamente colocado tem superior que o vigia; e há mais altos ainda sobre eles.

9 O proveito da terra é para todos; até o rei se serve do campo.

10 Quem ama o dinheiro não se fartará de dinheiro; nem o que ama a riqueza se fartará do ganho; também isso é vaidade.

11 Quando se multiplicam os bens, multiplicam-se também os que comem; e que proveito tem o seu dono senão o de vê-los com os seus olhos?

12 Doce é o sono do trabalhador, quer coma pouco quer muito; mas a saciedade do rico não o deixa dormir.

13 Há um grave mal que vi debaixo do sol: riquezas foram guardadas por seu dono para o seu próprio dano;

14 e as mesmas riquezas se perderam por qualquer má aventura; e havendo algum filho nada fica na sua mão.

15 Como saiu do ventre de sua mãe, assim também se irá, nu como veio; e nada tomará do seu trabalho, que possa levar na mão.

16 Ora isso é um grave mal; porque justamente como veio, assim há de ir; e que proveito lhe vem de ter trabalhado para o vento,

17 e de haver passado todos os seus dias nas trevas, e de haver padecido muito enfado, enfermidades e aborrecimento?

18 Eis aqui o que eu vi, uma boa e bela coisa: alguém comer e beber, e gozar cada um do bem de todo o seu trabalho, com que se afadiga debaixo do sol, todos os dias da vida que Deus lhe deu; pois esse é o seu quinhão.

19 E quanto ao homem a quem Deus deu riquezas e bens, e poder para desfrutá-los, receber o seu quinhão, e se regozijar no seu trabalho, isso é dom de Deus.

20 Pois não se lembrará muito dos dias da sua vida; porque Deus lhe enche de alegria o coração.


O TEMOR AO SENHOR

0 comentários


                                       O TEMOR AO SENHOR
                                  Texto bíblico: Sl 34: 1-11; Pv 1:7
1 - Louvarei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca.
2 - A minha alma se gloriará no Senhor; os mansos o ouvirão e se alegrarão.
3 - Engrandecei ao Senhor comigo; e juntos exaltemos o seu nome.
4 - Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores.
5 - Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos.
6 - Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias.
7 - O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.
8 - Provai, e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.
9 - Temei ao Senhor, vós, os seus santos, pois nada falta aos que o temem.
10 - Os filhos dos leões necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor bem nenhum faltará.
11 - Vinde, meninos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor.
Pv. 1.7 - O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.
TEXTO ÁUREO
Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus, e faz a sua vontade, a esse ouve. Jo 9.31.
VERDADE PRÁTICA
A pessoa que tem temor a Deus, cuida de suas atitudes, palavras e pensamentos, pois ela sabe que faltando temor, vai faltar a base para viver uma vida de relacionamento com Deus.
PENSAMENTO DA SEMANA
Temer a Deus é possuir um pavor santo de desagradar a ele! Marly
OBJETIVO DA LIÇÃO
Fazer reviver no crente o sentimento puro de que o temor reverente a Deus é a chave para a fidelidade na sua relação para com Ele.
INTRODUÇÃO
Mesmo tendo o exemplo da igreja primitiva cujo registro em At 2.43 afirma que: “Em cada alma havia temor”; mesmo lendo nas escrituras que o temor do Senhor gerou na igreja primitiva, paz, edificação, coragem proporcionada pelo Espirito Santo e multiplicação, isto é, a igreja crescia dia a dia em número, At 9.31; mesmo lendo em Mt 10:28 que devemos temer mais a Deus do que aos homens, pois ele pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo; mesmo tendo a Palavra de Deus mais de 300 referências sobre o “temor a Deus”,  muitos crentes perderam o temor nos dias de hoje e estão tendo dificuldade de encontrar. Todavia, o alerta de Deus é constante, ademais se faz necessário que os “arautos do Senhor” proclamem esta verdade: “Servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor. Sl 2.11.
1.O QUE É TEMOR DO SENHOR?
O temor do Senhor é a consciência que a pessoa deve ter de estar  na presença de um Deus justo, santo e todo-poderoso que um dia irá julgar os pensamentos, palavras e ações do homem. O temor ao Senhor é o livre desejo de viver uma vida em harmonia com seus padrões justos e santos e honrá-lo em tudo o que fizermos. Temer a Deus significa ter reverência, estar temeroso e ter respeito a Ele que é grande e maravilhoso, de tal forma que o meu viver seja influenciado por isso. Temer a Deus é dar-lhe respeito, submissão e adoração com profunda admiração. O texto de hebreus 12:28 diz: "Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor, no grego ευλάβεια - “eulabeia”, que fala de cautela, cuidado e reverência.
2. QUAL A ORIGEM E SIGNIFICADO DA PALAVRA TEMOR NA BÍBLIA?
O dicionário bíblico diz que numerosas palavras são usadas na bíblia para denotar temor.
a.Em hebraico a palavra é: yir’â, “reverência” e pahadh, “terror”, “temor”; b. Em grego é φόβος (probros), a mesma palavra para medo”. Em Pv. 8.13, “Temor” é aborrecer o mal, mas é também desviar-se do pecado, Pv 16.6. Temor a Deus é a purificação da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação, II Co 7:1. Lutero distinguiu o temor a Deus de duas maneiras: 1.Temor servil e, 2.Temor filial.  O termo servil, segundo ele, é uma espécie de medo em que um escravo teria nas mãos de um senhor mal que viria com o chicote atormentá-lo; enquanto o temor filial, refere-se ao medo que uma criança tem de seu pai embora o ame e tenha por ele profundo respeito, mas tem medo de ofendê-lo, desagradá-lo por ele ser sua fonte de segurança e amor. Isto implica dizer que embora tenhamos uma relação de filho e lhe chamamos Aba, Pai, ou “meu pai”, não podemos relativizar essa intimidade, como se Ele pudesse ter complacência dos nossos erros, pois a bíblia diz em Hb 10.31: “Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo!” O dicionário JD Douglas diz que a palavra temor pode ser aplicada em 4 sentidos na bíblia: 1.O temor santo - que refere-se ao temor a Deus; 2.O temor vil – aquele medo sentido pelos que rejeitam a Cristo; 3.O temor do homem -  aquele respeito que se tem aos magistrados e autoridades; 4.O temor como objeto do temor - conforme Gn 31.42, Deus foi chamado de “Temor de Isaque”, posto que, Isaque o adorava e temia.
3.POR QUE DEVEMOS TEMER A DEUS? 
Quando o reverenciamos com temor atraímos para nós toda sorte de bênçãos como por exemplo: a)Atraímos a misericórdia de Deus - A bíblia diz que as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, Lm 3.22, imaginem os que o temem? posto que o Sl 103.11 diz: “For as the heaven is high above the earth, so great is his mercy toward them that fear him” (Psalm 103:11). "Porque, assim como o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem"; b)Atraímos a vigilância de Deus - "Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia; to deliver their soul from death, and to keep them alive in famine” (Psalm 33:18–19). para os livrar da morte, e para os conservar vivos na fome "(Sl 33: 18-19). c)Atraímos a compaixão de Deus - Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece dos que o temem" (Sl 103: 13); d)Atraímos o agrado do Senhor por nós - O Senhor se agrada dos que o temem e dos que esperam na sua misericórdia, Sl 147:11.
Contudo, a falta deste temor atrai a ação da justiça de Deus, ou seja, a)Atraímos o julgamento de Deus - Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei. Lc 12.5. Via de regra ficamos muito preocupados sobre o que os outros pensam de nós e como vão julgar as coisas que falamos ou fazemos, mas não temos a preocupação de saber que Deus é verdadeiramente quem pode julgar com absoluta justiça tudo o que pensamos, falamos ou fazemos e esta também deve ser a razão pela qual devemos temer ao Senhor.  
4.COMO APRENDER A TEMER A DEUS?
O convite do salmista no Sl 34:11, “vinde meninos, e eu vos ensinarei o temor do Senhor”, é uma forma poética de dizer: “vinde todas as pessoas aprender a temer ao Senhor e isso se faz pela Palavra de Deus, fonte de todo o saber”, donde destacamos algumas lições: Tenha consciência de que Ele tudo vê, Sl 139:2, daí, não tente esconder nada de Deus; 2ª Reconheça a sua soberania sobre a sua vida, Is 43.15; Respeite o poder de Sua Palavra, Dt 6.24, 8.6; Aprenda com o exemplo dos homens de Deus como: a)Abraão,Gn 22.12; b)Isaque,Gn 31.42; c)José do Egito, Gn 42.18; d)Moisés, Dt 9.19; e)Obadias, I Re 18.3; f)Isaias, Is 6.5; g)Paulo, At 9.6; Abrace a disciplina de Deus a aceite a sua correção, Hb 12.5; Faça um auto julgamento, I Co 11.28,31; Reconheça que Ele está no controle de sua vida, At 17.31.
Enfim, faça tudo para que Deus através de sua vida seja glorificado, reconhecido e exaltado.
5.QUAIS AS PROMESSAS DE DEUS PARA AQUELES QUE O TEMEM?
Em toda a Bíblia vamos encontrar diversas promessas que são dadas àqueles que temem ao Senhor que lhe acompanharão por toda vida, posto que a bíblia diz: “A recompensa ao temor do Senhor e ao comportamento humilde são a riqueza, a honra e a vida!” Assim, dentre as diversas promessas podemos destacar as seguintes: 1.Sabedoria e conhecimento, Pv 1.7; 9:10; 2.Satisfação de viver, Pv 19.23; 3.Longevidade, Pv 10.27; 4.Cura e refrigério, Pv 3.7,8; 5.Confiança firme e refúgio aos descendentes, Pv 14.26; 6.Revelação dos Seus segredos, Sl 25.14; 7.Poder para se desviar do mal, Pv 16.6; 8.Chave para desviar-se dos laços de morte, Pv 14.27; 9.Plena satisfação, Pv 15.16; 10.Livramentos em geral, Sl 34.7; 11. Realização de desejos, Sl 145.19; 12. Direção de vida, Sl 25.12. Algumas promessas vêm com extensão à nossa família, pois conforme diz a bíblia diz em Ex 1.17, as parteiras temeram a Deus e não fizeram como o rei do Egito lhes dissera, antes conservavam os meninos com vida, por sua vez, a recompensa veio no verso 21: “E porque as parteiras temeram a Deus, Ele as abençoou fazendo que também formassem suas famílias.” (B.K.J).
CONCLUSÃO
O sábio Salomão deixou registrado um resumo geral daquilo que o homem deve fazer: “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau, Ec 12:13-14.” Que Deus nos conceda a grande oportunidade de nos expressarmos como Davi no Sl 5.7 quando diz: “Mas, quanto a mim, eu entrarei em tua casa pela grandeza da tua benignidade, e em teu temor me inclinarei para o teu santo templo."  

Pr. Paulo Affonso Generoso
            

Pastora Eliane (Jó)

REGISTRE SUA VISITA AQUI

Minha lista de blogs