ES

ES

APRESENTAÇÃO

NO AR DESDE 01 DE JANEIRO DE 2014

Neste momento você também pode receber a Jesus Cristo como Salvador, simplesmente conversando com Ele… Em suas próprias palavras, diga de coração para Deus:

Deus, eu reconheço que tenho pecado contra Ti. Por favor, perdoa-me! Eu creio que Jesus Cristo morreu e ressuscitou para pagar o preço pelo meu pecado.
Jesus, entra em meu coração e purifica-me do meu pecado. Neste momento eu confio em Ti como meu único e suficiente Salvador.

Se você orou assim, e foi sincero, você hoje "nasceu de novo" na família de Deus, de acordo com 2 Coríntios 5.17: "E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura: as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas."

Email

pastoraelianefcr@gmail.com

FALE COM A PASTORA QUI

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

BATALHA ESPIRITUAL - Eliane VdJ



Na vida espiritual não existe disputas de poder, e alguém convertido a Jesus de fato, que possui os frutos do Espírito Santo jamais visa posição, rotulo ou holofote.

A batalha pelo poder, jamais será uma disputa na vida espiritual.

Durante toda sua missão aqui na Terra, Jesus, travou sua luta espiritual vinculado ao amor, demonstrando um comportamento amoroso, afetivo e obediente que ele tinha em relação ao seu superior, ou seja, o seu Pai.

Seu último suspiro, depois de toda a vergonha e humilhação do Calvário, foi mais uma vez afirmar seu amor ao Pai dizendo:

"Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito".

Foi esta relação de amor e afeto que venceu que trouxe o triunfo a salvação a paz.

Sim, gestos de amor e humildade é o triunfo sobre o poder.

A opção pelo poder é uma opção maligna, obsessiva que só leva à destruição.

É por isto que devemos recusar o caminho tão comum e popular da guerra da batalha pelo poder seja ele, material ou espiritual, o do dualismo, que vê o mundo dividido entre dois grandes poderes, duas grandes forças que disputam o domínio e o controle dos homens e das histórias.

É bem verdade que o mundo está literalmente dividido entre duas grandes forças, uma do bem e outra do mal.

Voce pode escolher ou segue a Deus ou fica nas mãos do diabo e que precisamos urgentemente optar por um lado, e não ficar batalhando, lutando indecisos, em cima do muro.
Quando o mundo nos suas riquezas e prazeres, nos voltamos para o mundo, quando aparecem as dificuldades e as dores, frutos do que nos próprios plantamos pelas nossas errôneas escolhas, corremos para os braços de Jesus, não temos muito tempo para continuar nestas indecisões  e se desejamos ser salvos, precisamos saber escolher e partir para seguir e defender o bem, a salvação, o caminho que liberta e este caminho so conseguiremos encontrar, defender e seguir   com os frutos do Espírito Santo: - “arrependimento, humildade, sem se humilhar, com sabedoria sem se engrandecer, com a verdade sem distorcê-la a nosso favor”.

Mesmo que sejamos violentamente afligidos pelas catástrofes provocadas por aqueles que estão do lado do mal, devemos permanecer sabiamente e confiantemente  ao lado do bem.

Deus Jamais desamparará aos seus ungidos!

Todos que optam pelos poderes deste mundo caem nas armadilhas criadas por si próprias intuídas pelo mal.

Um dos maiores perigos que a batalha espiritual trás é o de induzir-nos a usar as mesmas armas do inimigo e assim de nos  confundir.

Na verdade, há batalha espiritual nasce de  uma rebelião interna de luta e disputa pelo poder, pela posição, quase sempre voltados a vaidades e a bens materiais.

Enquanto o mal se vale da violência, destruição, sofrimento, ameaças dentre outros atributos inferiores mostrando seu arsenal poderoso, o bem se vale do amor, da sinceridade, do respeito, e conta com àqueles que são humildes e nada esperam deste Mundo, pois sabem que sua riqueza é espiritual e não material, tendo como objetivo, apenas, somar para sua salvação e da humanidade.

E faz isso muito bem, e gratuitamente.

Esta compreensão dualista da batalha espiritual que tomou conta  de diversas seitas, religiões e doutrinas no Brasil e na América Latina tem causado outras conseqüências previsíveis como o surgimento da teologia da prosperidade e a ambição pelo poder político.

Ambos são reflexos de uma mesma visão espiritual que coloca os seres dentro da arena criada pelas forças do mal que envolvem os seres indisciplinados e voltados apenas à posição e poder onde ele mesmo é quem distribui as armas.

Mesmo ciente de que o bem, sempre vencerá, pois não usa as armas do mal, e de que os rebeldes encontra-se sob o poder e controle das forças do bem e algum dia cairão todos por terra,  ouso afirmar que:

(Na luta pelo poder, (deste mundo) as forças do mal serão sempre vencedoras).

Não se assustem!
Repito - (Na luta pelo PODER, (deste mundo)  as forças do mal serão sempre o vencedoras).

EXPLICO:
Pois o bem, não quer poder!
As armas do Bem  são outras, seu   PODER não é deste mundo e transforma as vidas e as almas humanas, livrando-as das ambições do poder deste mundo nos tornando mais submissos e obedientes rumo a salvação, e comprometidos sempre com a VERDADE e com DEUS acima de tudo.

Eliane de F.C Ramos
Voluntária de Jesus

0 comentários:

Postar um comentário

Pastora Eliane (Jó)

REGISTRE SUA VISITA AQUI

Minha lista de blogs